127 - Hemoglobinopatias Flashcards Preview

H01 > 127 - Hemoglobinopatias > Flashcards

Flashcards in 127 - Hemoglobinopatias Deck (195):
1

Quantas moléculas de oxigénio consegue um grupo heme ligar?

Uma.

2

Qual o principal tipo de hemoglobina num adulto normal? É constituída por que grupos de cadeias de globina?

É a Hb A. É constituída por duas cadeias alfa, de 141 aminoácidos e por duas cadeias beta, de 146 aminoácidos.

3

Verdadeiro ou falso.

Síntese normal de globinas é equilibrada de modo a que cada cadeia α ou não-α recém sintetizada tenha um par para se ligar.

Verdadeiro.

4

Verdadeiro ou falso.

São as inclusões das cadeias de globina mutadas que provocam a lesão celular.

Falso.

São as globinas não emparelhadas, com síntese normal, que precipitam e formam inclusões que lesam as células.

5

O ___ é o modulador mais importante da afinidade pelo O2

pH

6

Verdadeiro ou falso.

O aumento do pH, a diminuição da temperatura e a diminuição da concentração de 2,3-bifosfoglicerato promovem uma diminuição da afinidade da hemoglobina pela molécula de oxigénio, com consequente maior libertação de oxigénio para os tecidos.

Falso.

A DIMINUIÇÃO do pH, O AUMENTO da temperatura e O AUMENTO da concentração de 2,3-bifosfoglicerato promovem uma diminuição da afinidade da hemoglobina pela molécula de oxigénio, com consequente maior libertação de oxigénio para os tecidos.

7

Verdadeiro ou falso.

A capacidade de ligação de 2,3-bifosfoglicerato é indiferente ao tipo de hemoglobina presente.

Falso.

A capacidade de ligação de 2,3-bifosfoglicerato é DIFERENTE CONSOANTE o tipo de hemoglobina presente.
A hemoglobina F não permite a ligação do 2,3-bifosfoglicerato, o que faz com que esta tenha uma grande afinidade pelo O2.

8

Verdadeiro ou falso.

As hemoglobinopatias são herdadas de forma autossómica co-dominante.

Verdadeiro.

9

Verdadeiro ou falso.

Os distúrbios de cadeias β geralmente não se manifestam à nascença.

Verdadeiro.

São assintomáticos até por volta dos 3-9 meses, quando se dá a substituição praticamente total da HbF pela HbA.

10

Verdadeiro ou falso.

A quantificação do perfil de hemoglobina é geralmente a primeira abordagem para o estudo de uma hemoglobinopatia.

Falso.

A utilização de TÉCNICAS ELECTROFORÉTICAS é o primeiro passo.

11

Verdadeiro ou falso.

A quantificação do P50 (PaO2 à qual a amostra de Hb fica 50% saturada) é geralmente usada para o estudo de hemoglobinas instáveis.

Falso.
É usada para o estudo de hemoglobinas DE ALTA OU BAIXA AFINIDADE POR O2.

12

Como são detectadas as hemoglobinas instáveis?

As hemoglobinas instáveis precipitam em Isopropanol ou após aquecimento até 50º C.

13

Em que situações é necessário a quantificação das Hb individuais?

- Traço falciforme
- Síndromes talassémicos falciformes
- Doença HbSC
- Monitorização níveis HbS durante exsanguineotransfusão

14

Em que situações é possível verificar um aumento dos níveis da HbF?

• Alguns síndromes β talassémicos
• Stress eritróide
• Persistência hereditária da Hemoglobina F

15

Qual é o principal factor de transcrição envolvido na transição de HbF para HbA?

Bcl11a (às 38 semanas)

16

Em que cromossomas se situam os genes da cadeia α: e da cadeia β?

Genes cadeia α: cromossoma 16

Genes cadeia β: cromossoma 11

17

Verdadeiro ou falso.

Na doença da HbE verifica-se a presença de um mRNA estruturalmente anormal que não pode ser traduzido em cerca de 90% das cópias.

Falso.

Na doença da HbE verifica-se a presença de um mRNA estruturalmente anormal que não pode ser traduzido em cerca de 50% das cópias.

18

Verdadeiro ou falso.

Verifica-se a presença de hemossiderose a partir da administração de 150 unidades de concentrado eritrocitário.

Falso.

Verifica-se a presença de hemossiderose a partir da administração de 100 unidades de concentrado eritrocitário.

19

Verdadeiro ou falso.

Mielodisplasia, eritroleucemia e doenças mieloproliferativas associam-se a doença da HbH ou a aumento da quantidade de HbF.

Verdadeiro.

20

Verdadeiro ou falso.

Crises repetidas com necessidade de hospitalização (> 3/ano) correlacionam-se com sobrevida no adulto.

Verdadeiro.

Este achado sugere que os episódios estão associados a lesão cumulativa crónica de orgãos.

21

A metemoglobina provoca sintomas de _________ __________ com níveis >15%, e níveis > __% costumam ser letais.

A metemoglobina provoca sintomas de ISQUÉMIA CEREBRAL com níveis >15%, e níveis>60% costumam ser letais.

22

Em que é que consiste uma crise aplásica?

Consiste numa profunda cessação da actividade eritróide em doentes com anemia hemolítica crónica.

23

A crise aplásica é mais comum em que faixa etária? Qual a principal etiologia?

As crianças são o grupo etário mais afectado e normalmente devem-se a uma infecção pelo Parvovirus B19A.

24

Quais as principais complicações da terapêutica transfusional feita de forma crónica?

- Infecções
- Aloimunização
- Reacções Febris
-Sobrecarga Letal de Ferro

25

A elevação crónica dos níveis de _______________ para 10-15% como a que ocorre nos fumadores pode resultar em policitemia ___________.

A elevação crónica dos níveis de CARBOXIHEMOGLOBINA para 10-15% como a que ocorre nos fumadores pode resultar em policitemia SECUNDÁRIA.

26

Qual é a percentagem de produção normal de HbA na doença de HbH?

25 a 30% do normal


Mas doença HbH tem 70-95% de HbA e 5-30% de HbH (tetrameros beta)

27

Qual o valor alvo de leucócitos para o qual deve ser titulado o tratamento com hidroxiureia?

5 000 a 8 000 leucócitos/uL.

28

Qual o achado morfológico comum a todas as formas de β-talassémia?

A Hipocromia + Microcitose caracterizam TODAS as formas de β-talassémia.

29

Verdadeiro ou falso.

A doença da Hemoglobina H é clinicamente semelhante à talassemia β intermédia.

Verdadeiro.

30

Verdadeiro ou falso.

O traço de talassemia α-1 é semelhante à talassemia β intermédia.

Falso.

O traço de talassémia α-1 é semelhante à talassemia β MINOR.

31

Verdadeiro ou falso.

A Hemoglobina H corresponde a um tetrâmero γ.

Falso.

A Hemoglobina H corresponde a um tetrâmero β .

32

Em que é que consiste uma Hb Barts?

Consiste num tetrâmero γ.

33

Verdadeiro ou falso.

Eritron expandido pode estimular a absorção de ferro da dieta em excesso levando a hemossiderose mesmo na ausência de transfusão.

Verdadeiro.

34

Quando é que se encontra recomendada a esplenectomia na talassémia β major?

Quando as necessidades transfusionais anuais aumentam em 50%.

35

Quais são os sinais de eritropoiese ineficaz na B talassémia?

- Hepato-esplenomegalia
- Microcitose marcada
- Esfregaço de sangue periférico característico
- ↑ HbF, HbA2 ou ambos

36

Verdadeiro ou falso.

As hemoglobinas instáveis que afectam as cadeias α são mais sintomáticas do que as que afectam as cadeias β.

Falso.

As hemoglobinas instáveis que afectam as cadeias α são MENOS sintomáticas do que as que afectam as cadeias β. Existe 4 alelos de produção de cadeias α e apenas 2 alelos de produção de cadeia β, pelo que um alelo afectado da cadeia β compromete 50% da sua produção.

37

Verdadeiro ou falso.

A esplenectomia deve ser protelada nos doentes com hemoglobinas instáveis até aos 3 anos de idade, pelo maior défice imunológico associado.

Verdadeiro.

A esplenectomia antes dos 3 anos está associada a um maior défice imunológico.

38

Verdadeiro ou falso.

As hemoglobinas instáveis precipitam nos eritrócitos na forma de corpúsculos de Howell-Jolly.

Falso.

As hemoglobinas instáveis precipitam nos eritrócitos na forma de corpúsculos de HEINZ, detectados através da coloração com violeta cristal.

39

Qual é a função da Proteína Estabilizadora da α-hemoglobina -PEAH?

Aumenta a solubilidade da α-globina (que de outra forma precipita).

Variações polimórficas podem explicar parte da variabilidade clínica observada em doentes com mutações talassémicas idênticas.

40

As crianças pequenas com α-talassémia têm maior suscetibilidade a infecção por um determinado agente da malária. Qual?

Plasmodium vivax.

41

Verdadeiro ou falso.

A talassémia protege contra a forma mais letal de malária causada por P. falciparum

Verdadeiro.

42

Em que áreas é que as hemoglobinopatias são especialmente comuns?

Nas áreas onde a malária é endémica.

43

A hemoglobinopatia estrutural mais comum?

É a anemia falciforme.

44

A Talassemia β é mais comum em que grupos geográficos?

Em habitantes do Mediterrâneo e no sudeste asiático.

45

Qual é a mutação responsável pela anemia falciforme?

Mutação no gene da globina β: substituição do 6.º aa (Glutamina»Valina).

46

Que tipo de quadro clínico domina a anemia falciforme?

Quadros vasoclusivos microvasculares.

47

O tetrâmero da hemoglobina é altamente solúvel, mas as cadeias individuais de globina são insolúveis. V/F?

Verdadeiro.

48

Quais as propriedades chave da Hemoglobina que estão alteradas nas hemoglobinopatias?

- Solubilidade
- Ligação reversível ao O2.

49

A associação entre alfa talássemia com atraso mental e mielodisplasia em algumas famílias parece estar relacionada com mutações na via _____.

ATRX.

50

O que agrava a precipitação de hemoglobinas instáveis?

Stress oxidativo (ex: infecção e fármacos anti-maláricos).

51

A HbF não se liga ao 2,3-BFG, tendo assim menor afinidade para o O2. V/F?

Falso
A HbF NÃO se liga ao 2,3-BFG, tendo assim MAIOR afinidade para o O2.

52

A Hb liga-se ao NO irreversivelmente. V/F?

Falso
Ligação reversivel

53

A HbA possui alta afinidade para o 2,3-BFG. V/F?

V

54

A gestação normal implica globina alfa e beta. V/F?

Falso
A gestação normal implica globina alfa, mas não globina Beta

55

A HbF torna-se predominante às __-__ semanas de gestação

10-11 semanas

56

Quais as causas que provocam recrutamento das células F?

- Anemias hemoliticas graves
- Transplante de MO
- QT

57

As talassémias são o distúrbio genético mais comum no mundo. V/F?

V

58

Cerca de __% dos afro-americanos são portadores silenciosos de Talassémia alfa.

15%

59

A anemia falciforme ocorre na forma heterozigótica em cerca de __% dos afro-americanos

~8%
Homozigóticos: 1/400

60

Cerca de 2-3% dos Afro-americanos têm um alelo para a hemoglobina C. V/F?

V

61

Mutações na cadeira alfa causam anomalias na HbA, HbA2 e HbF. V/F?

V
Dado que a cadeia alfa está presente nas 3 Hb

62

As Hemoglobinopatias da globina __ são sintomáticas in utero e após o nascimento. V/F?

Alfa
Porque a função da globina alfa é essencial durante a gestação e vida adulta.

63

As Hemoglobinopatias da globina___ tendem a ser assintomáticas até aos 3-9 meses, altura em que a HbA substitui quase por completo a HbF.

Beta

64

A prevenção ou reversão parcial da transformação HbF em HbA poderá constituir uma estratégia terapêutica eficaz para as hemoglobinopatias B. V/F?

V

65

Algumas variantes das hemoglobinopatias são eletroforeticamente silenciosas. Estas podem ser caracterizadas por que técnica?

Espectrofotometria de massa

66

A avaliação laboratorial mantém-se como um adjunto e não como primeira abordagem diagnóstica. V/F?

V

67

A avaliação elecroforética deve ser sempre considerada incompleta até à realização de?

Ensaios funcionais para:
- Falciformação
- Afinidade O2
- Solubilidade

68

Os disturbios de cadeias Beta geralmente nao se manifestam à nascença. V/F?

V

69

A quantificação do P50 (PaO2 à qual a amostra de Hb fica 50% saturada) é geralmente usada para o estudo de hemoglobinas instaveis. V/F?

Falso
Usada para o estudo de hemoglobinas de alta e baixa afinidade

70

Como podem ser detectadas as Hb instáveis?

Isopropanol ou após aquecimento até 50ºC

71

Qual é a causa dos sindromes falciformes?

Mutação da globina Beta (subs do 6º AA Glutamato - Valina)

72

Na forma desoxigenada a HbS polimeriza de forma irreversível numa rede gelatinosa de polimeros fibrosos. V/F?

Falso
REVERSÍVEL

73

As células falciformes são anormalmente aderentes ao endotélio das pequenas vénulas. V/F?

V

74

O componente vasooclusivo geralmente domina o quadro clínico da síndromes falciformes. V/F?

V

75

A maioria dos doentes com sindromes falciformes têm anemia hemolítica com Htc __-__% e reticulocitose significativa.

15-30%

76

Estudos recentes sugerem que o aumento do Htc e a inibição da reticulocitose poderão exercer um efeito protector contra a vasooclusão, mesmo à custa de um aumento da viscosidade. V/F?

V

77

Qual a manifestação clínica mais comum dos síndromes falciformes?

Crises dolorosas

78

A granulocitose é comum nos síndromes falciformes. V/F?

V
Contagem leucocitária pode flutuar substancialmente e de forma imprevisivel

79

Nas síndromes falciformes, a dor pode durar entre algumas horas a 2 semanas. A maioria das crises resolve em __-__ dias

1-7 dias

80

Crises repetidas com necessidade de hospitalização (> __/ano) correlacionam-se com ________ no adulto.

>3 episódios/ano; Sobrevida;
O que sugere que os episódios estão associados a lesão de orgão cumulativa crónica

81

Quais os factores provocadores de crises dolorosas nas sindromes falciformes?

- Infeção
- Febre
- Exercicio excessivo
- Ansiedade
- Alt na temperatura corporal
- Hipoxia
- Contrastes hipertónicos

82

Nos síndromes falciformes, a função esplénica é frequentemente perdida nos primeiros __-__ meses de vida

18-36 meses de vida

83

Nos sindromes falciformes, a obstrução venosa aguda do baço frequentemente ocorre na infância precoce. V/F?

Falso
RARAMENTE
Requer transfusão emergente e/ou esplenectomia

84

Nos sindromes falciformes, a necrose papilar renal produz invariavelmente isostenúria. V/F?

V

85

Nos sindromes falciformes, a IR é uma causa incomum de mortalidade tardia nos adultos. V/F?

Falso. É uma causa comum

86

Nos sindromes falciformes, a isquémia óssea pode conduzir a necrosse asséptica, especialmente da cabeça do fémur ou úmero. V/F

V
Maior susceptibilidade a Osteomielite por Salmonella (rara fora deste contexto)

87

Nos sindromes falciformes, o AVC é especialmente comum em ______, sendo menos comum em ______,_, sendo frequentemente um AVC _______

especialmente comum em Crianças
menos comum em Adultos
frequentemente um AVC hemorrágico

88

Nos sindromes falciformes a impotência permanente é uma consequência frequente. V/F?

V

89

O que é o Sindrome Torácico agudo?

Falciformização in situ no pulmão, causando dor e disfunção pulmonar temporária

90

Quais são as patologias concomitantes mais frequentes nos doentes com Sindrome Torácico agudo?

- Enfarte pulmonar
- Pneumonia

91

Quais os eventos que estão associados a menor sobrevida e maior morbilidade nos sindromes falciformes?

- Episódios repetidos de dor torácica aguda
- Crises dolorosas repetidas que requerem hospitalização (>3/ano)
- Neutrofilia crónica
- História de sequestração esplénica ou síndrome mão-pé

92

A HTP e cor pulmonale são causas de mortalidade cada vez mais comuns nos doentes com síndromes falciformes. V/F?

V

93

A lesão subaguda crónica do SNC é um fenómeno comum com inicio na infância. V/F?

V
Correlaciona-se com uma variedade de anomalias cognitivas ou comportamentais em crianças e adultos jovens.

94

As síndromes falciformes são notáveis pela sua homogeneidade clínica. V/F?

Falso
HETEROGENEIDADE

95

A dç da hemoglobina SC é uma das variantes mais comuns da anemia falciformes. Quais as suas características?

- Maior propensão para retinopatia e necrose asséptica
- Anemia hemolítica em menor grau

96

No traço falciforme, um achado comum e altamente distintivo é a Hematúria indolor, ocorrendo frequentemente em adolescentes do sexo masculino V/F?

Falso
INCOMUM mas altamente distintivo; provavelmente devido a necrose papilar

97

Nos traço falciforme, a isostenúria é uma manifestação mais comum que a hematúria indolor. V/F?

V

98

Nos sindromes falciformes a caracterização exacta do perfil de Hb envolvido é importante. V/F?

V
Porque a talassémia falciforme ou a doença HbSC têm diferentes prognósticos e manifestações clínicas

99

Os detalhes da história clínica durante a infância estabelece o prognóstico e a necessidade de terapêutica experimentais ou agressivas. V/F?

V

100

Quais as medidas preventivas a adoptar nas sindromes falciformes?

- Exame oftalmologico regular
- Profilaxia AB em esplenectomizados durante procedimentos invasivos
- Hidratação oral vigorosa
- Vacinas anti-pneumococcus e anti-H. influenza (menos eficazes em esplenectomizados)

101

Muitas crises dolorosas podem ser tratadas no domicilio com hidratação e analgesia oral. V/F?

V

102

As transfusões de sangue diminuem a duração das crises nas sindromes falciformes. V/F?

Falso
NÃO DIMINUEM; Transfusões apenas em casos extremos

103

Nenhum teste é definitivo no diagnóstico de crises dolorosas agudas. V/F?

V
Causas subjacentes INfrequentemente identificadas

104

Nas síndromes falciformes, a dor e imobilização repetida num local pode indicar?

Artropatia falciforme ou necrose asséptica

105

Qual o tratamento geralmente eficaz da artropatia falciforme?

AINE's

106

Na síndrome torácico aguda, deve ser feita transfusão de modo a manter Htc > __% e exsanguíneo-transfusão urgente se SatO2 inferior a ___%

Transfusão se Htc >30%;
Exsanguineo-transfusão se SatO2 inferior a 90%

107

Quais as causas proeminentes de morbilidade terminal na sindrome falciforme?

- Doença renal terminal
- HT pulmonar

108

Nos doentes com síndrome falciforme, o transplante renal frequentemente leva a um aumento da gravidade e da frequência das crises. V/F?

V
Provavelmente devido a um aumento do numero de infeções

109

Qual é a base da terapêutica nos doentes com síndrome falciforme com sintomas graves?

- Hidroxiureia
(considerada em doentes com episódios repetidos de sindrome torácica aguda OU >3 crises/ano com hospitalização)

110

Os leucócitos e reticulócitos têm um papel fundamental nas crises falciformes. A sua supressão é um importante benefício do tratamento com _______. A contagem de leucócitos deve ser mantida entre _____-_____ /uL

Hidroxiureia; Leucócitos entre 5000-8000;

111

O risco de discrasia sanguínea ou de outras neoplasias é comum com o uso de hidroxiureia. V/F?

Falso. É raro

112

A hidroxiureia beneficia largamente os doentes com doença suficientemente grave para comprometer o "status funcional" e pode aumentar a sobrevida. V/F?

V

113

O transplante de MO pode permitir cura definitiva mas apenas é eficaz e seguro em ______

crianças

114

Com o uso da hidroxiureia, a HbF aumenta na maioria dos doentes ao fim de alguns dias/semanas/meses

MESES

115

Quais as indicações para realização de transplante de MO nas sindromes falciformes?

- Crises repetidas no inicio da vida
- Contagem elevada de neutrófilos
- Síndrome mão-pé

116

Crianças em risco de AVC podem ser identificadas através do _____________. A ______________ parece diminuir substancialmente o risco de AVC nesta população

Crianças em risco de AVC podem ser identificadas através do ECO-DOPPLER. A EXSANGUINEO-TRANSFUSÃO parece diminuir substancialmente o risco de AVC nesta população

117

Crianças que já sofreram AVC devem ser mantidas durante __-__ anos num programa de exsanguíneo-transfusão vigorosa, já que o risco de AVCs subsequentes é extremamente elevado.

3-5 anos

118

As Hb instáveis precipitam formando corpos de inclusão que lesão a membrana eritrocitária, chamados de _____

Corpos de Heinz

119

As Hb instáveis ocorrem esporadicamente, muitas vezes por mutações espontâneas de novo. V/F?

V

120

Quais os estigmas frequentes das Hb instáveis?

- Úlceras nas pernas
- Litíase biliar prematura

121

As hemoglobinas instáveis sintomáticas tendem a ser variantes Alfa/Beta

Beta

122

Os heterozigóticos de Hb instáveis são frequentemente sintomáticos. V/F?

Verdadeiro

123

As Hb instáveis devem ser suspeitadas em individuos com?

- Anemia hemolitica nao imune
- Icterícia
- Esplenomegalia
- Litiase biliar prematura

124

Quais os melhores testes de diagnóstico para deteção de Hb instaveis?

- Preparação dos corpos de Heinz
- Teste de estabilidade com calor ou isopropanol

125

Uma eletroforese normal não exclui o diagnóstico de Hb instável já que muitas variantes instáveis são eletroforeticamente silenciosas. V/F?

V
Espectofotometria de massa ou analise genética - dx definitivo

126

No caso de Hb instável, a esplenectomia deve ser evitada a não ser que seja a unica alternativa. V/F?

V
Esplenectomia antes dos 3 anos está associada a maior défice imunológico

127

As Hb de alta afinidade são geralmente assintomática, mas deve ser suspeitada no caso de eritrocitose. V/F?

V

128

Qual é o melhor teste de diagnóstico de Hb de alta afinidade?

Medição do P50 (diminuída - indica maior afinidade)

129

Nos doentes com Hb de alta afinidade com Htc ~60%, a flebotomia criteriosa pode melhorar a entrega de O2, sendo o objectivo a normalização do Htc. V/F?

Falso
Objectivo: Diminuir viscosidade e NÃO reduzir hematócrito para valores normais

130

A deficiência de ferro induzida pela flebotomia pode ajudar no controlo das Hb de baixa afinidade. V/F?

F
Ajuda na de alta afinidade
Mas flebotomia em excesso pode ser prejudicial

131

Nas Hb de baixa afinidade, a ligação do O2 nos pulmões é suficiente para alcançar saturações quase máximas. V/F?

V
A nivel capilar perde-se O2 suficiente para manter a homeostasia apesar da diminuição do Htc (pseudoanemia)

132

Qual é o tratamento das Hb de baixa afinidade?

Geralmente não necessitam de tratamento específico

133

Na metemoglobinemias, a afinidade pelo O2 é tão aumentada que virtualmente não há O2 entregue aos tecidos. V/F?

V

134

Niveis de MetHb > __-__% são muitas vezes fatais

MetHb > 50-60%

135

A metemoglobina é gerada por?

Oxidação do Fe do heme para o estado férrico

136

Metemoglobina deve ser suspeitada em doentes com sintomas hipóxicos que aparentam cianóticos mas têm PaO2 suficientemente elevada para manter Hb totalmente saturada. V/F?

V

137

A metemoglobina frequentemente causa sintomas de isquémia cerebral quando níveis >__%

>15%

138

Qual a terapêutica emergente da Metemoglobinemia?

Azul de Metileno

139

As mutações que causam β talassémia podem ocorrer em qualquer passo da expressão génica. Quais as mutações mais comuns?

Mutações que:
- Desarranjam o precursor de mRNA
- Terminam prematuramente a tradução

140

A hipocromia e a microcitose caracterizam todas as formas de β Talassémia. V/F?

V

141

Quais as únicas alterações no traço β-talassémico?

Hipocromia e Microcitose (Anemia é minima)

142

Quais as consequências de estados homozigóticos graves na β Talassémia?

- Acumulação de cadeias α sem par, altamente insolúveis
- Formação de corpos de inclusão que matam os eritroblastos em desenvolvimento na MO

143

Nas síndromes talassémicas, a acumulação de cadeias domina o fenótipo clínico. V/F?

V

144

Nos síndromes β-Talassémicos existe uma diminuição da semi-vida dos eritrócitos devido à grande carga de corpos inclusão, originando anemia hemolitica grave. V/F?

V

145

Nos síndromes β-Talassémicos pode haver hiperplasia eritróide que se pode tornar exuberante e formar massas de tecido eritropoietico extramedular no fígado e baço. V/F?

V

146

Nos síndromes β-Talassémicos, a expansão maciça da MO altera o crescimento e desenvolvimento das crianças. V/F?

V
"chipmunk facies"
Fracturas patologicas dos ossos longos e vertebras

147

Nos síndromes β-Talassémicos, o tratamento transfusional crónico prolonga a sobrevida. V/F?

V- e melhora o aporte de O2 e suprime eritropoiese excessiva.
MAS, efeitos adversos inevitáveis - sobrecarga de ferro fatal aos 30 anos.

148

A gravidade da β-Talassémia é altamente variável. V/F?

V

149

Na β-Talassémia, a existência de alelos associados a defeitos de síntese ligeiros e a co-hereditariedade de um traço α-talassémico aumentam a gravidade clínica. V/F?

Falso
DIMINUEM a gravidade clínica, através da diminuição da acumulação em excesso de α globina

150

Os termos β-talassémia minor e traço β-talassémico descrevem heterozigóticos sintomáticos. V/F?

Falso
Heterozigóticos ASSINTOMÁTICOS

151

Doentes com β-Talassémia major sobrevivem sem transfusão. V/F?

Falso
β-Talassémia major - suporte transfusional intenso para sobreviver
β-Talassémia intermédia - sobrevivem sem transfusão

152

Doentes com β-Talassémia major devem realizar esplenectomia se as necessidades transfusionais anuais aumentarem em __%

50%

153

Muitos doentes com β-Talassémia major necessitam de terapêutica hipertransfusional crónica de modo a manter um Htc >__-__%, com vista a suprimir a eritropoiese

Htc > 27-30%

154

Muitos doentes com β-Talassémia major desenvolvem deficiências endócrinas secundárias à sobrecarga de ferro. V/F?

V

155

Na β-Talassémia, a expansão do eritron pode estimular a absorção de ferro da dieta em excesso, levando a hemossiderose mesmo na ausência de transfusão. V/F?

V

156

Na β-Talassémia alguns dontes podem ficar dependentes de transfusões. V/F?

V

157

Quais os achados analíticos da β-Talassémia minor?

- Microcitose e Hipocromia profundas
- Anemia minima ou ligeira
- VGM raramente > 75 fL
- Ht raramente inferior 30-33%

158

A análise da hemoglobina na β-Talassémia minor classicamente revela aumento da HbA2. V/F?

V (3,5-7,5%)
Mas algumas formas associam-se a HbA2 normal e/ou aumento HbF

159

Individuos com o traço α-2 talassémia geralmente são portadores assintomáticos. V/F?

V
Comum em afro-descendentes (15-20%)

160

O traço α-1 talassémia é semelhante a? É comum em que populações?

- β-Talassémia minor
- Asiáticos e mediterrânicos

161

Heterozigotia para a deleção que remove os genes do mesmo cromossoma (deleção ____). A homozigotia para a α-2 talassémia é denominada deleção _____, sendo muito comum

- Deleção cis - rara
- Deleção trans - muito comum

162

O traço α-1 talassémia produz microcitose e hipocromia assintomática. V/F?

V

163

Na doença da HbH, a produção de HbA é __-__% do normal

apenas 25-30%

164

A doença da HbH é semelhante à?

β-Talassémia intermédia

165

Na doença da HbH existem muitas inclusões nos eritroblastos e precipitados nos eritrócitos circulantes. V/F?

Falso
Poucas inclusões

166

Na hidropsia fetal há ausência total da síntese da globina β. V/F?

Falso
ausência total da globina α

167

Como se chama a Hb formada por 4 tetrameros gama?

Hb Barts

168

Como se chama a Hb formada por 4 tetrameros β?

HbH

169

No traço α talassémico, a HbA2 e HbF estão anormais. V/F?

Falso.
Estão normais e não têm anemia

170

Doentes com doença da HbH é comum sobreviver até meia idade sem necessidade de transfusão. V/F?

V

171

Quando realizar esplenectomia nos doentes com doença da HbH?

- Anemia excessiva
- Necessidade de transfusão

172

A HbH é moderadamente instável. V/F?

V
Evitar fármacos oxidativos

173

Na Hb Lepore, há fusao do gene δβ regulado pelo δ, originando um anomalia estrutural e anomalia na quantidade. V/F?

V

174

Os alelos da Hb Lepore têm um fenótipo semelhante a α-Talassémia, excepto pela presença de 2-20% de Hb Lepore. V/F?

Falso
fenótipo semelhante a β-Talassémia

175

A HbE é resultado da alteração de uma única base originando um mRNA estruturalmente anormal, que não pode ser traduzido em cerca de 50%. V/F?

V
A mutação no codão 26 activa um local crítico de splicing

176

A HbE é muito instável, diminuindo a sobrevida dos eritrócitos. V/F?

Falso
HbE é levemente instável, mas NÃO DIMINUI a sobrevida dos eritrócitos

177

Os doentes heterozigóticos para HbE assemelham-se ao traço β-Talassémico. V/F?

V

178

Os doentes homozigóticos para HbE são assintomáticos. V/F?

V
Podem ter hipocromia, microcitose e anemia RARAMENTE inferior a 10g/dL

179

O aconselhamento genético de doentes com HbE deve concentrar-se mais na interacção da HbE com talassémia β do que na homozigotia HbE. V/F?

V

180

A persistência hereditária da HbF tem grandes efeitos deletérios aparentes. V/F?

Falso.

Não tem defeitos deletérios

181

Elevações crónicas da CarboxiHb para 10-15% pode levar a policitémia secundária. V/F?

V
Como nos fumadores

182

Mielodisplasia, eritroleucemia e doenças mieloproliferativas associam-se a doença da HbH ou aumento da HbF. V/F?

V
que não são graves o suficiente para alterar a evolução da doença subjacente

183

Doentes que recebem >____ unidades de CE geralmente desenvolvem hemosiderose

>100 unidades

184

1 unidade de CE contém ___-___ mg de Ferro

250-300mg de Ferro

185

A vitamina C não deve ser dada na sobrecarga de ferro devido à geração de radicais livres. V/F?

V

186

A deterioração irreversível de orgãos-alvo desenvolve-se apenas com niveis elevados de sobrecarga de ferro. V/F?

Falso
com niveis moderados de sobrecarga de ferro, mesmo sem sintomas

187

A toxicidade cardíaca é frequentemente insidiosa. O inicio da IC frequentemente prediz a morte dentro de _______

1 ano

188

Na β-Talassémia major, deve-se iniciar a quelação de ferro antes dos __-__ anos de vida para beneficiar de aumento da sobrevida

antes dos 5-8 anos - aumento da sobrevida

189

O balanço negativo de ferro atingido com a quelação de ferro impede morbilidade e mortalidade a longo prazo nos doentes cronicamente transfundidos. V/F?

Falso
Em monoterapia não impede morbilidade e mortalidade a longo prazo

190

O deferasirox produz elevação das enzimas hepáticas e elevação ligeira mas persistente da creatinina sem consequências clínicas. V/F?

V

191

Numa fase precoce da doença, o transplante da MO é curativo em __-__% dos casos com uma mortalidade inferior a __%.

Numa fase precoce da doença, o transplante da MO é curativo em 80-90% dos casos com uma mortalidade inferior a 10%.

192

As crises hipoplásicas que ocorrem em doentes com anemias hemolíticas são geralmente transitórias e auto-limitadas, sem necessidade de intervenção. V/F?

V - Resolvem em 1 a 2 semanas
Aparecem durante ou imediatamente após doença aguda

193

As crises aplásicas sao causadas por infeção pelo?

Parvovirus B19A - crianças infectadas ganham imunidade permanete

194

As crises aplásicas são recorrentes. V/F?

Falso
NÃO SÃO recorrentes

195

As crises aplásicas raramente ocorrem nos adultos. V/F?

V.