267 - Exame físico do sistema cardiovascular Flashcards Preview

Cardio - 2017 KI > 267 - Exame físico do sistema cardiovascular > Flashcards

Flashcards in 267 - Exame físico do sistema cardiovascular Deck (226)
Loading flashcards...
61

Em doentes com taquicardia de complexos largos, a presença de ondas "a" em canhão no pulso venoso jugular identifica o ritmo como de origem _________ (ventricular/auricular)

Ventricular

62

A onda a não está presente na fibrilhação auricular. V ou F?

Verdadeiro.

63

A onda v representa o enchimento ___________ e ocorre durante a sístole ____________.

A onda v representa o enchimento AURICULAR e ocorre durante a sístole VENTRICULAR.

64

De que factores depende a altura da onda V?

Compliance auricular direita e quantidade de sangue que retorna à AD (via anterógrada ou retrógrada)

65

Nos doentes com insuficiência __________ a onda V é acentuada e a queda subsequente na pressão (onda y) é rápida

Nos doentes com INSUFICIÊNCIA TRICÚSPIDE a onda V é acentuada e a queda subsequente na pressão (onda y) é rápida

66

Com graus progressivamente maiores de IT, a onda de PVJ e da aurícula direita tornam-se _________________, com fusão da onda C com a onda V

Com graus progressivamente maiores de IT, a onda de PVJ e da auricula direita tornam-se VENTRICULARIZADAS, com fusão da onda C com a onda V

67

A que é que corresponde a onda y?

À queda da pressão na aurícula direita após a abertura da válvula tricúspide

68

A que corresponde a onda C?

- Pode reflectir a pulsação carotídea no pescoço
E/ou
- Aumento sistólico da pressão na AD à medida que o VD empurra a válvula tricúspide para a AD

69

Quando é que ocorre o pico da onda V?

No segundo som cardíaco (S2)

70

A onda y pode encontrar-se ____________ ou achatada com a obstrução do enchimento do VD, como ocorre na estenose tricúspide ou _________________ pericárdico.

A onda y pode encontrar-se PROLONGADA ou achatada com a obstrução do ENCHIMENTO do VD, como ocorre na estenose tricúspide ou TAMPONAMENTO pericárdico.

71

Normalmente, verifica-se uma queda de ___ mmHg na pressão venosa com a inspiração

Normalmente, verifica-se uma queda de 3 mmHg na pressão venosa com a inspiração

72

Em que é que consiste o sinal de Kussmal?

O sinal de Kussmaul é definido pela subida ou ausência de queda da PVJ com a inspiração. Encontra-se classicamente associado à pericardite constritiva

73

Para além da pericardite constritiva, que outras patologias podem provocar sinal de Kussmal?

- Cardiomiopatia restritiva
- Embolia pulmonar maciça
- Enfarte do VD
- Insuf cardíaca sistólica avançada do VE
- Estenose tricúspide
- Pós cirurgia cardíaca, sem outras anormalidades hemodinâmicas

74

V ou F

A hipertensão venosa pode ser evidenciada através do reflexo abdominojugular ou pela elevação activa dos membros inferiores

F

A hipertensão venosa pode ser evidenciada através do reflexo abdominojugular ou pela elevação PASSIVA dos membros inferiores

Se positivos, está-se perante um estado de sobrecarga de volume, num território venoso com limitação da compliance

75

Como se define o reflexo abdominojugular?

Compressão do quadrante superior direito durante pelo menos 10 segundos. Uma resposta positiva surge com uma elevação da pressão venosa jugular superior a 3 cm durante pelo menos 15s após terminar a compressão

76

V ou F

O reflexo abdominojugular é útil na previsão de uma pressão de encravamento da artéria pulmonar superior a 15mmHg em doentes com insuficiência cardíaca

V

77

V ou F

Num grande estudo de doentes com IC avançada, pressões da aurícula direita > 10 mmHg (previstas no exame à cabeceira) tiveram um valor preditivo positivo de 88% para pressões de encravamento da artéria pulmonar > 22 mmHg

V

78

V ou F

PVJ elevada tem importância no prognóstico de doentes com IC sintomática e disfunção sistólica do VE sintomática

F

PVJ elevada tem importância no prognóstico de doentes com IC sintomática e disfunção sistólica do VE ASSINTOMÁTICA

79

A presença de uma PVJ elevada está associada com um risco aumentado de hospitalização e/ou morte por IC. V ou F?

V

80

Quando é medida na posição de decúbito o braço deve ser elevado até que nível?

Ao nível da aurícula direita

81

O comprimento e largura do manguito da braçadeira devem ser ___% e ____% da circunferência do braço, respectivamente

O comprimento e largura do manguito da braçadeira devem ser 80% e 40% da circunferência do braço, respectivamente

82

A utilização de uma braçadeira demasiado pequena leva à ___________________ (sobrestimação/subestimação) da pressão arterial.

A utilização de uma braçadeira demasiado pequena leva à SOBRESTIMAÇÃO da pressão arterial.

83

A utilização de uma braçadeira demasiado grande leva à ____________________ (sobrestimação/subestimação) da pressão arterial.

A utilização de uma braçadeira demasiado grande leva à SUBESTIMAÇÃO da pressão arterial.

84

V ou F

A braçadeira deve ser insuflada até cerca de 30 mmHg acima da pressão sistólica esperada e desinsuflado a um ritmo de 2-3 mmHg/s

V

85

Em que doentes podem ser registadas pressões diastólicas bastante baixas?

IA crónica grave ou fistula arteiro-venosa

86

Em que doentes podem ser registadas pressões diastólicas bastante baixas?

IA crónica grave ou grande fístula arteriovenosa

87

Em que locais pode ser medida a pressão arterial?

Ao nível das artérias braquial, radial, popliteia ou pediosa

88

Em geral, a pressão arterial sistólica __________ e a pressão diastólica _________ quando medida nas artérias mais distais.

Em geral, a pressão arterial sistólica AUMENTA e a pressão diastólica DIMINUI quando medida nas artérias mais distais.

89

A diferença entre a medição da PA de ambos os membros superiores deverá ser inferior a __ mmHg.

10 mmHg

90

Caso um doente tenha uma diferença superior a 10 mmHg entre ambos os membros superiores, poderemos estar perante que patologias?

• doença aterosclerótica ou inflamatória da artéria subclávia
• estenose aórtica supravalvular
• coartação da aorta
• dissecção da aorta