286 - Doença Valvular Múltipla ou Mista Flashcards Preview

Cardio - 2017 KI > 286 - Doença Valvular Múltipla ou Mista > Flashcards

Flashcards in 286 - Doença Valvular Múltipla ou Mista Deck (61)
Loading flashcards...
1

Quais são as válvulas que podem ser acometidas pela doença cardíaca reumática e de que maneira?

Pode envolver isoladamente ou em combinação:
•  Mitral (EM, IM, EM + IM),
•  Aórtica (EA, IA, EA + IA)
•  Tricúspide (ET, IT, ET + IT)

2

V ou F

A IT funcional + Doença valvular mitral significativa é uma associação rara

F

A IT funcional + Doença valvular mitral significativa é uma associação comum

3

Quais poderão ser as consequências da da calcificação grave do anel mitral?

Regurgitação e Estenose ligeira

4

Na estenose aórtica grave pode-se desenvolver IM ______________ que pode não ___________ após SVA isolada

Na estenose aórtica grave pode-se desenvolver IM FUNCIONAL que pode não MELHORAR após SVA isolada

5

A rotura das cordas tendinosas é um achado frequente em doentes com EA. V ou F?

A rotura das cordas tendinosas é um achado INFREQUENTE em doentes com EA

6

A radiação do mediastino pode resultar em lesão de que válvulas?

Aórtica, mitral e tricúspide, mais frequentemente com estenose e regurgitação simultaneamente

7

A doença cardíaca carcinóide pode causar lesões mistas em que válvulas?

Tricúspide e pulmonar

8

Quais são as alterações valvulares que podem estar presentes nos síndrome de Marfan?

Insuficiência aórtica de dilatação da raiz da aorta e insuficiência mitral devido ao prolapso da válvula mitral

9

V ou F

A bicuspidia aórtica ou pulmonar apenas resulta em estenose aórtica ou pulmonar

F

A bicuspidia aórtica ou pulmonar pode resultar em estenose e insuficiência aórtica ou pulmonar

10

Alterações fisiopatológicas associadas com a válvula mais ______________ (proximal/distal) pode mascarar a expressão completa da lesão valvular ________ (proximal/distal)

Alterações fisiopatológicas associadas com a válvula mais PROXIMAL pode mascarar a expressão completa da lesão valvular DISTAL

11

Num doente com doença valvular reumática mitral e aórtica, a ___________ (aumento/redução) do débito cardíaco imposta pela doença da válvula mitral vai ___________ (aumentar/diminuir) a mangnitude das alterações hemodinâmicas da válvula aórtica

Num doente com doença valvular reumática mitral e aórtica, a REDUÇÃO do débito cardíaco imposta pela doença da válvula mitral vai DIMINUIR a mangnitude das alterações hemodinâmicas da válvula aórtica

12

O desenvolvimento de FA num doente com EM pode levar ao _______________ súbito num doente com doença valvular aórtica que anteriormente parecia não ser significativa.

O desenvolvimento de FA num doente com EM pode levar ao AGRAVAMENTO súbito num doente com doença valvular aórtica que anteriormente parecia não ser significativa

13

À medida que diminui o DC a gravidade da qualquer doença ________ (válvula) ou ___________ (válvula) associada pode ser subestimada

À medida que diminui o DC a gravidade da qualquer doença MITRAL ou AÓRTICA associada pode ser subestimada

14

Uma das associações mais comuns de doença multivalvular é a presença de uma IT na presença de uma doença valvular ______ (válvula) significativa.

Doença valvular mitral significativa

A IT nesta situação é devido à dilatação do VD e anel tricúspide

15

Um exemplo da doença multivalvulaf reumática é o envolvimento simultâneo da mitral e aórtica, frequentemente caracterizados por ___ e ___.

EM e IA

16

Na EM isolada, a pré carga do VE e a pressão diastólica estão ____________ (aumentadas/diminuidas) em função da gravidade da obstrução do VE

Na EM isolada, a pré carga do VE e a pressão diastólica estão DIMINUÍDAS em função da gravidade da obstrução do VE

17

Na associação IT funcional + patologia valvular mitral, como se costumam encontrar os folhetos da válvula tricúspide?

Normais

18

V ou F

Os doentes com EA grave + IM funcional costumam apresentar lesão das cordas tendinosas e dos folhetos valvulares mitrais

F

Os doentes com EA grave + IM funcional NÃO costumam apresentar lesão das cordas tendinosas e dos folhetos valvulares mitrais

19

V ou F

O alívio do excesso de pós-carga com a SVA cirúrgica ou trans-cateter, leva sempre à redução ou eliminação da IM funcional

F

O alívio do excesso de pós-carga com a SVA cirúrgica ou trans-cateter, frequentemente, mas não sempre resulta em redução ou eliminação da IM funcional

20

V ou F

A persistência de IM significativa após SVA associa-se a pior prognóstico funcional e diminuição da sobrevida.

V

21

Em que situações está recomendada a reparação da válvula mitral quando há uma situação EA grave + IM funcional?

Nos casos de IM moderada a grave/grave no momento da SVA cirúrgica

22

Nos doentes com EA + IA, o gradiente pressão VE-Ao no doppler e a intensidade do sopro sistólico é _________ (maior/menor) que o expectável para a verdadeira área do orifício valvular durante a sístole

Nos doentes com EA + IA, o gradiente pressão VE-Ao no doppler e a intensidade do sopro sistólico é MAIOR que o expectável para a verdadeira área do orifício valvular durante a sístole

Isto acontece porque existe um aumento da velocidade fluxo sistólico trans-valvular na IA com função sistólica VE preservada

23

Caso a fórmula de Gorlin, utilizada para cálculo da área valvular, não seja corrigida, está não pode ser utilizada de forma fidedigna na EA+IA. V ou F?

V

24

Como se encontra a velocidade máxima da onda E no doppler da mitral na doença mitral mista?

Aumentada

25

Quando IA ou IM é a lesão dominante o VE está ________ (hipertrofiado/dilatado)

dilatado

26

Quando EA ou EM é a lesão dominante o tamanho do VE é normal ou aumentado. V ou F?

Falso.

Normal ou diminuído

27

Doentes com EA significativa + VE não dilatado + HVE concêntrica têm ___ (boa/má) tolerância ao desenvolvimento abrupto de IA

Doentes com EA significativa + VE não dilatado + HVE concêntrica têm MÁ tolerância ao desenvolvimento abrupto de IA

28

Regurgitação para-valvular é um FR significativo de mortalidade a _________ (curto/médio/longo) e __________ (curto/médio/longo) prazo após SVA transcatéter

Regurgitação para-valvular é um FR significativo de mortalidade a CURTO e MÉDIO prazo após SVA transcatéter

29

Doenças em que o VE não é capaz de dilatar em resposta a IA crónica (ou IM)

•  Doença cardíaca por radiação
•  Cardiomiopatia associada à obesidade e DM (alguns doentes)

30

Os doentes com doença valvular mista ou múltipla desenvolvem sintomas em estadios mais __________ (precoces/tardios) da história natural das doenças

Os doentes com doença valvular mista ou múltipla desenvolvem sintomas em estadios mais PRECOCES da história natural das doenças