272 - Angiografia Coronária e Cateterismo Cardíaco Diagnóstico Flashcards Preview

Cardio - 2017 KI > 272 - Angiografia Coronária e Cateterismo Cardíaco Diagnóstico > Flashcards

Flashcards in 272 - Angiografia Coronária e Cateterismo Cardíaco Diagnóstico Deck (69)
Loading flashcards...
31

Apesar do cateterismo cardíaco diagnóstico direito já não fazer parte da avaliação rotineira, deve ser considerado em que situações?

• Dispneia inexplicável
• Valvulopatia cardíaca
• Doença pericárdica
• Disf. Ventricular
• Cardiopatia congénita
• Suspeita de shunt intracardíaco

32

V ou F

Se prótese valvular aórtica de disco basculante, a passagem do catéter pela válvula é contraindicada

V

33

Na ausência de doença valvular, durante a diástole, com a abertura das válvulas tricúspide e mitral, as aurículas + ventrículos são considerados uma câmara ______.

Câmara única

34

Na ausência de doença valvular, durante a sístole, com a abertura das válvulas pulmonar e aórtica, os ventrículos + tratos de saída são considerados uma câmara ______.

Câmara única

35

Quando temos uma estenose aórtica, existe um gradiente sistólico entre...

pressão VE – aorta

36

Quando temos uma estenose mitral, existe um gradiente diastólica entre...

pressão em cunha pulmonar (AE) - VE

37

O que é que o sinal de Brockenbrough-Braunwald permite distinguir e em que é que consiste?

O sinal de Brockenbrough-Braunwald permite distinguir entre EA e MCHO e consiste num aumento do gradiente de pressão entre o VE e Aorta em simultâneo com uma diminuição na pressão de pulso aórtica aquando de uma contração prematura ventricular.

Estes achados estão AUSENTES na estenose aórtica

38

Na insuficiência valvular há um aumento de volume e pressão na câmara cardíaca receptora. V/F?

V

39

V ou F

Na insuficiência aórtica grave, há diminuição da pressão da aorta durante a diástole

V

40

No tamponamento cardíaco há uma _______________ das pressões em todas as câmaras cardíacas durante a diástole.

No tamponamento cardíaco há uma EQUALIZAÇÃO das pressões em todas as câmaras cardíacas durante a DIÁSTOLE

41

No tamponamento cardíaco há um ____________ (aumento/diminuição) da pressão AD + ___________ (aumento/diminuição) da onda y

No tamponamento cardíaco há um AUMENTO da pressão AD + DIMINUIÇÃO da onda y

42

Na pericardite constritiva há uma pressão _______________ (convergente/divergente) no VD e VE em _____________ (expiração/insipiração).

Na pericardite constritiva há uma pressão DIVERGENTE no VD e VE em INSPIRAÇÃO.

Este fenómeno é o MAIS ESPECÍFICO para o dx

43

Na pericardite constritiva há um aumento da pressão ao nível da ____, ____ e ____ e onda __ proeminente.

Da pressão ao nível da AD, VD e Artéria pulmonar e onda Y proeminente

44

Na pericardite constritiva há um enchimento __________ (rápido/lento) do VD durante a diástole da AD

Na pericardite constritiva há um enchimento RÁPIDO do VD durante a diástole da AD

45

A Interrupção abrupta do enchimento ventricular na pericardite constritiva origina o sinal da ________.

Raiz quadrada

46

Características da miocardiopatia restritiva

• Aumento da Psist VD e Psist AP (>60 mmHg)
• Diferença entre Pdiast nos VE e VD >5 mmHg
• Variação concordante entre pressões de enchimento diastólico no
VD e VE em inspiração (aumento Pdiast VD e Pdiast VE)

47

O débito cardíaco pode ser medido através de que métodos?

Método de Fick e técnica de termodiluição

48

O método de Fick é mais fiável na presença de insuf tricúspide e estados de baixo débito. V ou F?

V

49

Fórmula para cálculo do DC segundo Fick

DC = [consumo de O2 (mL/min)]/[diferença de O2 arterio-venoso(mL/L)]

50

Em que é que consiste o método de termodiluição?

Variação da temperatura na AP aquando da injeção de 10 ml de
P solução salina à temperatura ambiente na AD

51

A resistência vascular pulmonar pode diminuir com que fármacos?

• O2
• Nitroprussiato
• BCC
• Prostaciclina
• Inalação de NO

52

Como é que é calculada a resistência vascular?

A partir da extrapolação da lei da resistência elétrica de Ohm

53

Quando é que se deve suspeitar de um shunt intracardíaco?

• Dessaturação arterial não explicada de outra forma -> shunt DIR-ESQ;
OU
• Aumento da saturação de O2 no sangue venoso -> shunt ESQ-DIR.

54

Como é que é feita a localização do shunt?

O shunt é localizado pela diferença dos níveis de saturação de O2 de 5-7% entre câmaras cardíacas adjacentes

55

A ventriculografia é utilizada em que situações?

• Função do VE
• Aneurismas
• Pseudoaneurismas
• Divertículos
• Prolapso e insuficiência da válvula mitral

56

A aortografia é utilizada para identificar que situações?

1. Anomalias na aorta ascendente: aneurisma, disseção
2. Identificação de enxerto patente com a veia safena
3. Identificação de shunts: ducto arterioso patente
4. Avaliação qualitativa da regurgitação aórtica

57

A anatomia das art. coronárias é muito variável, embora geralmente sejam identificáveis __ óstios coronários + __ vasos coronários principais.

2 óstios coronários (direito e esquerdo)
+
3 vasos coronários principais (DAE, circunflexa esq, coronária dir)

58

Qual a dominância (%) dos vasos coronários (dominância direita, esquerda e co-dominância, respetivamente)?

- Dominância DIREITA ~85%
- Dominância ESQUERDA ~5%
- Co-dominância ~10%

59

O que é que define a dominância nos vasos coronários?

- A artéria que dá origem a Art. nó AV, Art. descendente posterior e vasos laterais posteriores

60

Existe uma anomalia das artérias coronárias em __-__% dos doentes

Existe uma anomalia das artérias coronárias em 1-2% dos doentes