293 - Doença cardíaca isquémica Flashcards Preview

Cardio - 2017 KI > 293 - Doença cardíaca isquémica > Flashcards

Flashcards in 293 - Doença cardíaca isquémica Deck (168)
Loading flashcards...
61

Na angina estável, a redução de eventos coronários é igual comparando ICP a tratamento médico. V ou F?

Verdadeiro.

No entanto, melhora o prognóstico nos doentes com angina instável ou quando são utilizados precocemente nos doentes com EAM sem choque cardiogénico

62

Quais as 2 complicações de ICP?

- Disseção
- Trombose.

63

A ICP é efetuada com sucesso em __% dos casos, ocorrendo angina recorrente em __% nos 6 meses seguintes.

95%; 10%.

64

A re-estenose após ICP é mais comum em doentes com DM e doentes com dilatação da circunflexa esquerda. V ou F?

Falso. A re-estenose após ICP é mais comum em doentes com DM e doentes com dilatação da descendente anterior esquerda.
outras: artéria de pequeno calibre, dilatação incompleta, oclusao completa do vaso, estenose com trombi

65

Na ICP deve ser administrada Aspirina e Clopidogrel. Qual o esquema adequado no stent metálico vs. stent revestido?

- Stent metálico: aspirina indefinidamente e clopidogrel 1-3 meses;
- Stent revestido: aspirina indefinidamente e clopidogrel pelo menos 1 ano.

Esta combinação reduz o risco de trombose durante ICP e pouco após ICP com colocação de stent, mas não as re-estenoses!

66

O risco de trombose é maior no stent revestido do que no stent metálico. V ou F?

Verdadeiro.

67

O risco de re-estenose do stent revestido é ___%, e do stent metálico é ___%.

O risco de re-estenose do stent revestido é inferior a 10%, e do stent metálico é 20%.

68

O risco de trombose do stent está dependente, entre outros factores, da idade e da DM. V ou F?

Verdadeiro.

69

Na CABG, podem ser usadas artérias e veias como enxerto. Quais as artérias e veias preferidas e qual a diferença de patência?

- Artérias: radial e mamária interna. Maior patência. (escolha preferida)
- Veias: safena. Menor patência

70

Na CABG, a taxa de oclusão do enxerto venoso é ___% no 1º ano, ___%/ano entre o 1º e 5-7º anos, e após esse periodo ___%/ano.

10-20%; 2%/ano; 4%/ano

71

Se CABG efetuada em doente sem comorbilidades graves, função VE normal e por cirurgião experiente, a mortalidade é inferior a ___%.

Se CABG efetuada em doente sem comorbilidades graves, função VE normal e por cirurgião experiente, a mortalidade é inferior a 1%.

72

A taxa de sucesso (eliminação ou redução da angina) na CABG é de ___%, e os casos de angina recorrente nos 3 anos seguintes são ___%.

A taxa de sucesso (eliminação ou redução da angina) na CABG é de 90% (vs. 95% ICP), e os casos de angina recorrente nos 3 anos seguintes são 25% (vs 10% ICP).

A angina recorrente raramente é grave na CABG

73

Na presença de DM e doença coronária de múltiplos vasos, a CABG é superior à ICP na redução de mortalidade, EAM não fatais e necessidade de revascularização. V ou F?

Verdadeiro.

74

Na presença de DM e doença coronária de múltiplos vasos, os benefícios da CABG são mais evidentes em doentes tratados com insulina do que com agentes sensibilizadores da insulina. V ou F?

Falso. Beneficios maiores em doentes tratatados com agentes sensibilizadores.

75

Em que doentes aumenta a CABG a sobrevida?

• Estenose do tronco comum
• Doença de 3 vasos
• Doença de 2 vasos com obstrução significativa da porção proximal da descendente anterior esquerda
• Doença coronária obstrutiva + paragem cardíaca ou taquiarritmia ventricular sustentada prévias
• CABG prévia + múltiplas estenoses de enxerto de veia safena, especialmente de um enxerto para a descendente anterior esquerda
• Estenoses recorrentes após ICP + critérios de alto risco em testes não invasivos

76

Na CABG, o beneficio na sobrevida é maior em doentes com função normal do VE (FE superior a 50%). V ou F?

Na CABG, o beneficio na sobrevida é maior em doentes com função anormal do VE (FE inferior a 50%).

77

Só um pequena parte dos doentes com DCI sintomática que necessitam de revascularização podem ser tratados inicialmente com ICP. V ou F?

A MAIORIA dos doentes com DCI sintomática que necessitam de revascularização podem ser tratados inicialmente com ICP.

78

A ICP apresenta a vantagem de haver menor necessidade de follow-up/repetição procedimentos. V ou F?

Falso. Na ICP há maior necessidade de follow-up/repetição procedimentos.

Como tal, o benificio económico e para a saúde precoces da ICP é reduzido com o tempo.

79

Quais são as recomendações atuais na decisão entre ICP e CABG?

- ICP: doença de 1 ou 2 vasos com função do VE normal e lesões anatomicamente apropriadas;
- CABG: doença de 3 vasos ou 2 vasos com atingimento da porção proximal da descendente anterior esquerda com diminuição da função do VE (inferior a 50%) ou DM; doença do tronco comum.

80

Na DCI, as alterações no ECG nas derivações inferiores têm pior prognóstico que as alterações nas derivações precordiais. V ou F?

Falso. As alterações no ECG nas derivações precordiais têm pior prognóstico que as alterações nas derivações inferiores.

81

Doentes ASSINTOMÁTICOS com isquemia silenciosa, doença de 3 vasos e diminuição da função do VE devem ser considerados apropriados para CABG. V ou F?

Verdadeiro.

82

Na doença coronária o tratamento agressivo da HTA e dislipidemia é essencial e diminui o risco de EAM e morte. V ou F?

Verdadeiro.

83

Nos EUA e Europa Ocidental, os grupos com ____________ rendimentos têm registado um _____________ da DCI, mas em todos os grupos socioeconómicos, o efeito da prevenção ____________ tem feito com que a manifestação da DCI seja mais tardia na vida

Nos EUA e Europa Ocidental, os grupos com MENORES rendimentos têm registado um AUMENTO da DCI, mas em todos os grupos socioeconómicos, o efeito da prevenção PRIMÁRIA tem feito com que a manifestação da DCI seja mais tardia na vida

84

Quais são os principais determinantes da necessidade miocárdica de oxigénio?

Frequência cardíaca
Contratilidade miocárdica
Tensão da parede miocárdica

85

Quais são as artérias a que correspondem R1, R2 e R3?

–  R1: Artérias epicárdicas de grande calibre (efeito Trivial na resistência)
–  R2: Vasos pré-arteriolares (efeito MAJOR na resistência)
–  R3: Arteríolas e capilares intramiocárdicos (efeito MAJOR na resistência)

86

O miocárdio extrai uma percentagem de O2 elevada e relativamente fixa. V ou F?

V

87

V ou F

Os vasos intramiocárdicos têm uma elevada capacidade de dilatação

V

88

V ou F

Uma redução na capacidade de transporte do oxigénio isolada, como ocorre na anemia extremamente grave ou na presença de carboxihemoglobina pode causar isquémia

F

Uma redução na capacidade de transporte do oxigénio isolada, como ocorre na anemia extremamente grave ou na presença de carboxihemoglobina RARAMENTE causa isquémia, mas pode baixar o limiar para a isquémia em doentes com obstrução coronária moderada

89

Quando a constrição anormal ou falência da dilatação normal da resistência dos vasos coronários provoca isquémia, esta denomina-se angina macrovascular. V ou F?

Falso. Angina microvascular

90

Qual é o principal local de doença aterosclerótica?

Artérias coronárias epicárdicas