299 - Doença renovascular Flashcards Preview

Cardio - 2017 KI > 299 - Doença renovascular > Flashcards

Flashcards in 299 - Doença renovascular Deck (81)
Loading flashcards...
61

V ou F

A presença de microdissecções locais nos vasos renais levam a áreas de enfarte transitório designadas de Mediolise Arteriolar Segmentar

V

62

A embolia sistémica para os rins também se pode originar com base na circulação venosa se estiver presente um shunt ______(D-E/E-D), por exemplo, através de um foramen ovale patent

Shunt direito-esquerdo

63

Que manifestações clínicas e laboratoriais podem surgir com a trombose arterial aguda?

Dor no flanco, febre, leucocitose, náuseas, vómitos e níveis elevados de LDH (no caso de enfarte renal)

64

V ou F

Caso exista enfarte renal, os níveis de enzimas como a lactado desidrogenase (LDH) podem subir para níveis extremos

V

65

V ou F

Mesmo sendo afectado apenas um rim pela trombose renal aguda, a função renal desce de forma marcada

F

Quando é afectado apenas um rim pela trombose renal aguda, a função renal desce apenas de forma LIGEIRA

Quando ambos os rins são afectados pela trombose renal aguda é que se desenvolve uma queda acentuadíssima da função renal e do output urinário

66

Como é feito o diagnóstico do enfarte renal?

Através de imagem vascular com RM, angioTC ou arteriografia

67

V ou F

A hipertensão por libertação de renina nos tecidos isquémicos após trombose renal aguda desenvolve-se de forma lenta

F

A hipertensão por libertação de renina nos tecidos isquémicos após trombose renal aguda desenvolve-se de forma RÁPIDA

68

Na doença renal trombótica unilateral, que terapêutica parece ser suficiente para o tratamento?

Terapêutica de suporte com anticoagulação

69

V ou F

A oclusão bilateral aguda é potencialmente catastrófica, produzindo insuficiência renal anúrica.

V

70

V ou F

A terapêutica cirúrgica e a terapêutica trombolítica podem por vezes restaurar a viabilidade renal nos doentes com oclusão bilateral aguda

V

71

Quais são os dois tipos de lesão patológica que podem ser encontrados na HTA maligna?

Necrose fibrinóide e lesão em casca de cebola

72

V ou F

Por vezes, a lesão endotelial associada à HTA maligna é suficiente para induzir a hemólise intravascular

V

73

As anormalidades renais associadas à HTA maligna podem incluir a subida da creatinina sérica e, por vezes, proteinúria e...

Hematúria

74

V ou F

Dentro dos achados bioquímicos da HTA maligna, podemos encontrar a evidência de hemólise e alterações associadas com falência renal

V

75

V ou F

Nos EUA, os caucasianos têm maior probabilidade de desenvolver hipertensão rapidamente progressiva e falência renal do que os Afroamericanos

F

Nos EUA, os AFROAMERICANOS têm maior probabilidade de desenvolver hipertensão rapidamente progressiva e falência renal do que os caucasianos

76

Os polimorfismos genéticos que são comuns nos Afroamericanos, como o ________, predispõem à GSFS subtil, com HTA grave a se desenvolver em idades mais jovens secundária à doença renal

APOL1

77

Uma grande proporção de doentes que atinge DRET sem um diagnóstico etiológico específico é classificado como tendo nefroesclerose hipertensiva. V ou F?

V

78

Que achados patológicos são comuns nos doentes com nefrosclerose hipertensiva?

Espessamento arteríola aferente, com deposição de material eosinofílico homogéneo (arterioloesclerose hialina) associada a estreitamento luminal

79

Em doentes normotensivos, é possível ver em amostras de biópsias renais as mesmas alterações vasculares associadas à nefrosclerose hipertensiva em doenças como:

- Dislipidémia
- Intolerância à glicose
- Envelhecimento

80

V ou F

O papel das alterações vasculares da nefrosclerose hipertensiva na função renal não é claro

V

81

V ou F

A terapêutica com antihipertensores diminui a progressão de doenças proteinúricas, diminiu o risco cardiovascular associado à DRC e altera o curso da disfunção renal associada à nefrosclerose hipertensiva

F

A terapêutica com antihipertensores diminui a progressão de doenças proteinúricas, diminiu o risco cardiovascular associado à DRC, MAS NÃO altera o curso da disfunção renal especificamente associada à nefrosclerose hipertensiva