300 - Trombose Venosa Profunda e Tromboembolismo Pulmonar Flashcards Preview

Cardio - 2017 KI > 300 - Trombose Venosa Profunda e Tromboembolismo Pulmonar > Flashcards

Flashcards in 300 - Trombose Venosa Profunda e Tromboembolismo Pulmonar Deck (123)
Loading flashcards...
61

No tratamento da EP, em doentes com função do VD normal e hemodinamicamente estáveis a anticoagulação isolada tem bons resultados. V ou F?

Verdadeiro.

62

Quais são as 3 opções de anticoagulação?

1. Estratégia convencional: terapia parental com ponte para a varfarina;
2. Terapia parental com ponte para um novo anticoagulante oral (ex dabigatran ou edoxaban);
3. Dose de carga de anticoagulação oral seguida de manutenção (com rivaroxaban ou apixaban) sem anticoagulação parentérica.

63

Qual o aPTT alvo na monitorização da HNF?

60-80s (2-3x superior ao limite normal do laboratório)

64

Qual a dose usada mais popular da HNF?

Bólus IV inicial de 80 U/Kg seguido de infusão de 18 U/Kg/h.

65

A principal vantagem da HNF é a sua semi-vida longa. V ou F?

Falso.

Principal vantagem é a sua semi-vida curta.

66

A HBPM apresenta maior biosponibilidade, semi-vida mais longa e uma dose-resposta menos previsível que HNF. V ou F?

Falso.

A HBPM apresenta maior biosponibilidade, semi-vida mais longa e uma dose-resposta MAIS previsível que HNF.

67

Não há necessidade de monitorização ou ajuste de dose da HBPM, exceto em que situações?

1) DRC (TFG inferior a 50 ml/min)
2) Válvulas cardíacas mecânicas (doentes de alto risco)
3) Gravidez (+++ 3º T)
4) Obesidade marcada
5) Crianças

68

Como é feita a monitorização do fondaparinux?

Não há necessidade de fazer monitorização.

69

A dose usada de fondaparinux depende do peso mas deve ser reduzida em que doentes?

Doentes com disfunção renal.

70

O tempo necessário para o efeito completo da varfarina requer PELO MENOS ___ DIAS, mesmo que o tempo de protrombina (PT) tenha elevação mais rápida.

5 dias.

71

Qual o risco de usar varfarina em monoteapia durante uma doença trombótica aguda?

Exacerbação paradoxal da hipercoaguabilidade aumentando o risco de trombose.

Sobrepor HNF, HBPM, fondaparinux ou inibidor directo da trombina parental, pelo menos 5 dias.

72

Qual a dose inicial de varfarina recomendada para um adulto de estatura média?

5mg.

73

Como é feita a monitorização da varfarina?

Através do INR. INR alvo: 2,5 (variação 2-3).

74

A idade avançada e comorbilidades aumentam a dose necessária de varfarina. V ou F?

Falso.

A idade avançada e comorbilidades REDUZEM a dose necessária de varfarina.

75

Quais as vantagens dos novos anticoagulantes orais?

- Dose fixa
- Anticoagulação efectiva dentro de horas após administração
- Sem necessidade de monitorização laboratorial
- Poucas interações medicamentosas e alimentares (vs varfarina)

76

O dabigatran permite tratamento em monoterapia de TVP aguda e EP aguda, sem terapia anticoagulante parental como ponte. V ou F?

Falso.

O RIVAROXABAN permite tratamento em monoterapia de TVP aguda e EP aguda, sem terapia anticoagulante parental como ponte.

77

Quando deve ser parado o anticoagulante parentérico?

Após pelo menos 5 dias + INR alvo (2-3) em 2 medições, com pelo menos 1 dia de intervalo.

78

Qual o antídoto da HNF/HBPM?

Sulfato de protamina.

79

Qual o antídoto do fondaparinux, inibidores diretos da trombina e inibidores do factor Xa?

Não têm antidoto.

80

Em caso de hemorragia catastrófica devido a varfarina, qual a abordagem mais correta?

Administrar Factor VIIa humano recombinante, mas CCP é melhor escolha.

81

Qual a duração da anticoagulação adequada na TVP isolada do membro superior ou da região gemelar?

3 meses

82

Qual a duração da anticoagulação adequada no TEV por cancro, síndrome dos anticorpos antifosfolipideos e TEV idiopático?

Indefinidamente.

No caso particular do cancro, deve ser HBPM em monoterapia sem varfarina e continuar a anticoagulação indefinidamente a menos que seja curado do cancro.

83

A presença de mutações genéticas como a heterozigotia para o factor V de Leiden e mutações no gene da protrombina aumentam o risco de trombose recorrente. V ou F?

Falso.

A presença de mutações genéticas como a heterozigotia para o factor V de Leiden e mutações no gene da protrombina NÃO AUMENTAM o risco de trombose recorrente.

84

Quais são as 2 principais indicações para colocação de filtros na VCI?

1. Hemorragia activa que impede a anticoagulação
2. Trombose venosa recorrente, apesar da anticoagulação intensiva

85

Qual a complicação mais comum da utilização de filtros na VCI?

Trombose da veia cava com edema das pernas bilateral marcado.

86

Os filtros na VCI aumentam a taxa de TVP mas previnem a EP a curto prazo. V ou F?

Verdadeiro.

87

Na EP maciça com hipotensão está indicada a realização de ____mL de soro fisiológico e dopamina/dobutamina (agentes inotrópicos de 1ª linha no tratamento do choque por EP).

Na EP maciça com hipotensão está indicada a realização de 500 mL de soro fisiológico e dopamina/dobutamina (agentes inotrópicos de 1ª linha no tratamento do choque por EP).

88

Uma fibrinólise bem sucedida reverte rapidamente a IC direita, diminui a mortalidade e diminui a EP recorrente. V ou F?

Verdadeiro.

89

O esquema preferido na fibinólise é a infusão periférica continua durante ___ horas, de ___ mg de tPA.

O esquema preferido na fibinólise é a infusão periférica continua durante 2 horas, de 100 mg de tPA.

90

A fibrinólise quanto mais cedo for administrada, mais efetiva é. Contudo pode ser usada até pelo menos ___ dias após ocorrência da EP.

14 dias.