285 - Doenças da Válvula Tricúspide e Pulmonar Flashcards Preview

Cardio - 2017 > 285 - Doenças da Válvula Tricúspide e Pulmonar > Flashcards

Flashcards in 285 - Doenças da Válvula Tricúspide e Pulmonar Deck (125)
Loading flashcards...
1

A ET é _________ (menos/mais) prevalente do que a EM na América do Norte e Europa Ocidental

A ET é MENOS prevalente do que a EM na América do Norte e Europa Ocidental

2

A ET é normalmente de origem _______________ (etiologia) e é _______(mais/menos) comum em mulheres que nos homens

A ET é normalmente de origem REUMÁTICA e é MAIS comum em mulheres que nos homens

3

A ET está geralmente associada a que patologia valvular?

EM

4

V ou F

A ET pode ocorrer como uma lesão isolada

F

A ET NÃO OCORRE COMO uma lesão isolada

5

ET hemodinamicamente significativa ocorre em __-__ % dos doentes com EM grave

ET hemodinamicamente significativa ocorre em 5-10% dos doentes com EM grave

6

As causas não reumáticas de ET são _____ (comuns/raras)

Raras

7

ET define-se por um gradiente de pressão ______________ (sistólico/diastólico) entre AD e VD

ET define-se por um gradiente de PRESSÃO DIASTÓLICO entre AD e VD

8

O gradiente de pressão diastólica entre a AD e o VD da ET aumenta com a _____________ (inspiração/expiração) e diminui com a ____________ (inspiração/expiração).

O gradiente de pressão diastólica entre a AD e o VD da ET aumenta com a INSPIRAÇÃO e diminui com a EXPIRAÇÃO

9

Níveis de Gradiente Pressão diastólica médio de __ mmHg geralmente é suficiente para aumentar a pressão média AD para níveis que causam congestão venosa sistémica

Níveis de Gradiente Pressão diastólica médio de 4 mmHg geralmente é suficiente para aumentar a pressão média AD para níveis que causam congestão venosa sistémica

10

A congestão venosa sistémica que pode surgir na ET está assocaida a hepatomegália, ascite e edema, por vezes grave, a não ser que haja restrição de ____ ou uso de _____ (fármaco)

haja restrição de sódio ou uso de diuréticos

11

Como se encontra a onda a na ET?

Onda a extremamente elevada, podendo mesmo atingir aproximar-se da pressão sistólica do VD

12

Como se encontra a onda y na ET?

Prolongada, com uma descida lenta pela obstruçã da tricúspide que impede o esvaziamento da AD durante a diástole ventricular.

13

Nos doentes com ET, o DC em repouso encontra-se _________ (aumentado/diminuido) e falha em subir durante o exercício

Nos doentes com ET, o DC em repouso encontra-se DIMINUÍDO e falha em subir durante o exercício

14

A presença de ET pode mascarar as características clínicas e hemodinâmicas de patologia valvular associada?

EM associada

15

O desenvolvimento da EM geralmente _______ (procede/precede) o de ET

O desenvolvimento da EM geralmente PRECEDE o de ET.

Isso explica os sintomas iniciais de congestão pulmonar e fadiga nos doentes com ET

16

V ou F

Caracteristicamente, os doentes com ET grave queixam-se de relativamente muita dispneia para o grau de hepatomegalia, ascite e edema que apresentam

F


Caracteristicamente, os doentes com ET grave queixam-se de relativamente POUCA dispneia para o grau de hepatomegalia, ascite e edema que apresentam

17

ET pode ser suspeitada pela 1ª vez quando há persistência dos sintomas de IC direita após valvotomia mitral adequada. V ou F?

V

18

V ou F

A fadiga e o desconforto são comuns na ET/IT precoce.

F

A fadiga e o desconforto são comuns na ET/IT AVANÇADA.

19

V ou F

Na presença de doença tricúspide grave estão presentes hepatomegália congestiva e esplenomegália

Hepatomegália congestiva e esplenomegália

20

Nos doentes com ET em ritmo sinusal, há pulsações hepáticas sistólicas. V ou F?

Falso.

PRÉ-SISTÓLICAS

21

O estalido de abertura da válvula tricúspide pode ocorrer ___s após o P2

O estalido de abertura da válvula tricúspide pode ocorrer 0,06s após o P2

22

V ou F

O sopro diastólico de ET tem muitas das características do sopro diastólico da EM

V

23

Onde é melhor ouvido o sopro da ET?

Ao nível do bordo esternal inferior esquerdo, sobre o apêndice xifoideu

24

Quando é que o sopro da ET é mais proeminente?

Durante a pré-sístole em doentes em RS

25

O sopro da ET aumenta durante a ________ (expiração/inspiração) e diminui com a __________ (inspiração/expiração)

O sopro da ET aumenta durante a INSPIRAÇÃO e diminui com a EXPIRAÇÃO

26

O que acontece ao sopro da ET durante a fase de esforço da manobra de Valsalva?

Diminui, porque há diminuição do fluxo transvalvular pela tricúspide.

27

Quais são os achados expectáveis no ECG de um doente com ET?

Características de aumento da AD:
• Onda P alta e apiculada em DII

• Onda P positiva e proeminente em V1

28

A ausência de evidencia no ECG de HVD num doente com IC direita + EM deve sugerir doença ____ (válvula) associada.

tricúspide

29

Na radiografia de tórax de um doente com ET + EM é encontrada a ___________ da AD e VCS sem grande aumento da artéria pulmonar

Na radiografia de tórax de um doente com ET + EM é encontrada a PROEMINÊNCIA da AD e VCS sem grande aumento da artéria pulmonar

30

V ou F

Na ET + EM, há maior evidência de congestão vascular pulmonar do que na EM isolada

F


Na ET + EM, há MENOR evidência de congestão vascular pulmonar do que na EM isolada